La Paz: Passeio Chacaltaya e Valle de La Luna

Em nosso último dia em La Paz fomos conhecer a Montanha de Chacaltaya e o Valle de La Luna. Às 9h a van nos buscou no Hostel para iniciarmos o passeio. Fomos primeiro a Chacaltaya, uma montanha da Cordilheira dos Andes de 5.421 m de altitude localizado há aproximadamente 30 km ao norte de La Paz, porém, o acesso à estação é feito por uma estrada estreita, bem íngreme e a subida é um tanto quanto emocionante. Uma curiosidade interessante é que Chacaltaya é o símbolo da Paramount Pictures, aquela montanha que aparece na abertura de muitos filmes!

Chacaltaya-La-Paz-Bolivia

Montanha de Chacaltaya, símbolo da Paramount Pictures. Foto: Murilo Mendes Thomaz

Depois de 2 horas na van vendo paisagens incríveis, pequenos lagos vermelhos, verdes, azuis e passando muito medo, chegamos a Estação Chacaltaya, que a 5.395 metros em relação ao nível do mar, é a estação de esqui mais alta do mundo. Nem a mais alta estação de esqui do mundo resistiu  às mudanças climáticas (aquecimento global) e atualmente está desativada pois as pistas do Chacaltaya sucumbiram ao derretimento do gelo e, durante o verão de 2009, o glaciar onde a estação estava instalada praticamente desapareceu. Hoje, restam apenas 5% da geleira, com algumas incidências de neve, mas raras. Os cientistas haviam previsto seu desaparecimento para 2015, mas o aquecimento global acelerou o processo. De acordo com o levantamento da Co+Life, além de frustrar aventureiros, o sumiço da geleira comprometeu o abastecimento de água em algumas regiões da capital naquele ano.

Passeio-Chacaltaya-La-Paz-Bolivia-Paisagem

Estação Chacaltaya (direita) vista da subida ao topo da montanha. Foto: Murilo Mendes Thomaz

Para chegar ao topo de Chacaltaya é preciso chegar até a estação e depois subir mais 200 metros. Apesar de ser uma caminhada de 200 metros, a altitude, a neve e o vento gelado (faz muito frio) dificultam bastante! Mas depois de chegar no topo, é uma vista incrível! Vale muito a pena!

Chacaltaya-La-Paz-Bolivia-Chegando-Topo

Chegando ao topo de Chacaltaya, La-Paz. Foto: Murilo Mendes Thomaz

Depois de visitar Chacaltaya, fomos para o Valle de La Luna. É legal e bem bonito, mas eu esperava bem mais. São poucas formações rochosas com formato de algo e é bem pequeno. Depois do Valle de La Luna a van nos deixou no Mercado das Bruxas. Chegamos no Hostel às 16h30 e conversamos com o gerente/dono da agência sobre o valor que nos cobraram do passeio, que foi absurdo. Contratamos esse passeio por 120 bolivianos e as entradas para visitar Chacaltaya e o Vale de La Luna (15 bolivianos cada) não estavam inclusas. Como se não bastasse isso, conversando com outros brasileiros que estavam na mesma van, eles nos disseram que pagaram 50 bolivianos pelo mesmo passeio. Depois de explicar a situação ele nos devolveu 50 bolivianos (R$12) e no fim das contas o passeio acabou saindo 100 bolivianos (R$ 25) e disse que havia sido “um mal entendido”… portanto, pesquise os valores dos passeios!

Valle-de-La-Luna-La-Paz-Bolivia

Valle de La Luna, La-Paz – Bolivia. Foto: Guilherme Mendes Thomaz

Em seguida fomos para a rodoviária, pegar o ônibus para Uyuni, de onde saem os famosos passeios para visitar o Salar de Uyuni (Deserto de Sal). Há opções de passeios de 1 a 4 dias de duração, onde o mais tradicional é o passeio de 3 dias. Nós compramos as passagens de ônibus de La Paz à Uyuni no dia, antes de sair pro passeio. Tentamos comprar pela empresa TURBUS ou TODO TURISMO que são as melhores mas como não tinha disponibilidade para saída naquela noite, compramos na OMAN por 100 bolivianos (R$ 25).

O ônibus era normal e já sabíamos que a estrada era péssima e que a viagem seria complicada mas passar 8 horas em um ônibus não muito confortável, sem banheiro, viajando por uma estrada em péssimas condições (se é que podemos chamar aquilo de estrada), sentado no último assento do ônibus (aquele que não reclina) e com o Gringo do lado ainda (brincadeira), ficou bem mais complicado. Nos poucos momentos que consegui cochilar eu acordava voando no assento e quase batendo a cabeça no teto, sério!

No próximo post falarei sobre o passeio do Salar de Uyuni de 3 dias, saindo de Uyuni até San Pedro do Atacama, no Chile. Um passeio incrível!

Clique aqui e confira mais fotos de Chacaltaya e Valle de La Luna La Paz na página do I GET AROUND Travel Blog no Facebook !

Leia também:

Mochilão América do Sul (Peru, Bolívia e Chile): Organização da viagem e do roteiro!

Lima: Centro Histórico e Ceviche de Pescado (1º DIA – 06/03/2012)

Lima: Huaca Pucllana, Parque do Amor e Praia de Miraflores (2º DIA – 07/03/2012)

Lima: Museu Larco, Shopping Larcomar, Sala de Arte Contemporânea Luis Miró Quesada Garland e Aura (3º DIA – 08/03/2012)

Lima e Ida a Cusco (4º DIA – 09/03/2012)

Cusco: Centro Histórico (5º DIA – 10/03/2012)

Cusco: Plaza de Armas, Saqsayhuamán, Boleto Turístico e Churrasco Inca (6º DIA – 11/03/2012)

Vale Sagrado dos Incas: Ollantaytambo e Águas Calientes (7ºDIA – 12/03/2012)

Machu Picchu: a Cidade Perdida dos Incas (8º DIA – 13/03/2012)

Copacabana, Bolívia: Lago Titicaca, Cerro do Calvário e Chicharrón de Trucha (10º DIA – 15/03/2012)

Isla Del Sol, Lago Titicaca: a Ilha Sagrada dos Incas (11º DIA – 16/03/2012)

La Paz, Bolívia: Capital Administrativa e Sede do Governo da Bolívia

Salar de Uyuni Tour: Passeio de 3 dias saindo de Uyuni (Bolívia) até San Pedro do Atacama (Chile)

San Pedro de Atacama, Chile: Sandboarding no Deserto do Atacama e Valle de La Luna

Anúncios

La Paz, Bolívia: Capital Administrativa e Sede do Governo da Bolívia

La Paz é o município mais populoso da Bolívia e embora Sucre seja legalmente a capital do país, La Paz é a capital administrativa e sede do governo da Bolívia desde 1898. Localizada a aproximadamente 3.660 metros de altitude, é a capital mais elevada do mundo!

A cidade foi construída entre um vale profundo cercada de montes e montanhas da Cordilheira dos Andes. Chegando em La Paz, você tem uma vista interessante da cidade inteira e como muitas casas não tem acabamento, da a impressão de que a cidade é uma favela gigantesca dentro de um buraco (não que não seja… brincadeira).

La-Paz-Bolivia

Vista de La Paz, Bolívia. Foto: Murilo Mendes Thomaz

Para ir até La Paz pegamos o barco da Isla Del Sol para Copacabana às 10h30 e às 13h30 pegamos o ônibus para La Paz. A viagem dura aproximadamente 3h e é bem tranquila. A estrada é normal e o ônibus atravessa um rio em uma balsa bem precária que só cabe o ônibus. Os passageiros atravessam em uns barquinhos e o valor da travessia é de 2 bolivianos (R$ 0,25).

Chegamos em La Paz e fomos para o Bash and Crash Hostel (Calle Ingavi, 681), a mesma rede que ficamos em Copacabana. O hostel é bom e está a menos de 10 minutos caminhando da Rodoviária de La Paz. Ficamos em um quarto com 8 pessoas e a diária custou 39 bolivianos (R$ 10).

Lanches-La-Paz-BoliviaAnoiteceu e fomos procurar alguma coisa pra comer. Acabamos indo pra um lugar que é tipo uma feirinha e comemos uns lanches na rua que estavam com uma cara bem boa. Na Bolívia não tem muito essa de higiene e eles fazem os lanches com a mão mesmo, mas como isso faz parte da cultura e da experiência. Havia 2 tipos de lanches: hambúrguer, res (carne) e choripan (salsicha/lingüiça) e de acompanhamentos tinha vinagrete, cebola, pimentão, ovo, catchup, mostarda e maionese. O preço varia conforme os acompanhamentos e fica entre 5 – 12 bolivianos (R$ 1 – 3). Do lado dessas barraquinhas tem umas barracas que vendem umas garrafinhas de vidro de Coca, Sprite e Fanta por 1 boliviano (R$ 0,25). Muito barato!

Voltamos ao hostel e como era sábado e St. Patrick’s Day, rolou uma festa no bar do hostel.  A cerveja custava 15 bolivianos (+- R$ 4) e quem estivesse de verde ganhava jelly shots e free shots de várias bebidas. A festa tava bem animada e quando foram 2h todo mundo (menos o meu irmão Murilo, o Gringo e o Gabriel) foi para uma balada chamada Blue HouseEntrei na balada e me perdi das meninas do Peru que eu estava e fiquei na carreira solo. A balada era bem legal, a música era boa e estava lotada de gringos e gringas. Recomendo!

Plaza-Murillo-La-Paz-Bolivia

Plaza Murillo, La-Paz

Em nosso 2ª dia em La Paz o Gabriel foi fazer o passeio de bicicleta pela estrada da Morte mas nós não fomos (eu me arrependi de não ter ido!) e visitamos o centro da cidade, praças, monumentos, prédio históricos, Mercado das Bruxas e almoçamos no Hotel Radisson de La Paz (Av. 16 de Julio, 1789) por 100 bolivianos (R$25). Considerando o valor em bolivianos é absurdamente caro, mas como em R$ não era muito, decidimos experimentar. A comida estava boa mas poderia estar melhor. Eu não achei que valeu a pena pelo fato de que poderíamos ter comido em algum restaurante e gastado bem menos.

Centro-La-Paz-Bolivia

La-Paz, Bolívia. Foto: Murilo Mendes Thomaz

Também compramos o passeio Chacaltaya e Vale de La Luna na agência do hostel para visitar no dia seguinte. O passeio foi bem legal mas não recomendo a agência pois eles tentaram nos enganar ou segundo o responsável “houve um mal entendido”. Contratamos esse passeio por 120 bolivianos e as entradas para visitar Chacaltaya e o Vale de La Luna (15 bolivianos cada) não estavam inclusas. Como se não bastasse isso, conversando com outros brasileiros que estavam na mesma van, eles nos disseram que pagaram 50 bolivianos pelo mesmo passeio. Portanto, pesquise os valores!

No próximo post falarei sobre o Passeio Chacaltaya e Valle de La Luna!

Clique aqui e confira mais fotos de La Paz na página do I GET AROUND Travel Blog no Facebook !

Leia também:

Mochilão América do Sul (Peru, Bolívia e Chile): Organização da viagem e do roteiro!

Lima: Centro Histórico e Ceviche de Pescado (1º DIA – 06/03/2012)

Lima: Huaca Pucllana, Parque do Amor e Praia de Miraflores (2º DIA – 07/03/2012)

Lima: Museu Larco, Shopping Larcomar, Sala de Arte Contemporânea Luis Miró Quesada Garland e Aura (3º DIA – 08/03/2012)

Lima e Ida a Cusco (4º DIA – 09/03/2012)

Cusco: Centro Histórico (5º DIA – 10/03/2012)

Cusco: Plaza de Armas, Saqsayhuamán, Boleto Turístico e Churrasco Inca (6º DIA – 11/03/2012)

Vale Sagrado dos Incas: Ollantaytambo e Águas Calientes (7ºDIA – 12/03/2012)

Machu Picchu: a Cidade Perdida dos Incas (8º DIA – 13/03/2012)

Copacabana, Bolívia: Lago Titicaca, Cerro do Calvário e Chicharrón de Trucha (10º DIA – 15/03/2012)

Isla Del Sol, Lago Titicaca: a Ilha Sagrada dos Incas (11º DIA – 16/03/2012)

La Paz: Passeio Chacaltaya e Valle de La Luna

Salar de Uyuni Tour: Passeio de 3 dias saindo de Uyuni (Bolívia) até San Pedro do Atacama (Chile)

San Pedro de Atacama, Chile: Sandboarding no Deserto do Atacama e Valle de La Luna