Lima: Huaca Pucllana, Parque do Amor e Praia de Miraflores (2º DIA – 07/03/2012)

No 2º dia em Lima visitamos Huaca Pucllana – Templo de Adoradores del Mar, um dos principais e mais conhecidos centros de poder religioso e administrativo dos antigos povos do Peru, que habitaram a região entre os anos de 200 e 700 d. C.

Huaca-Pucllana-Miraflores-Lima-Peru

Huaca Pucllana – Templo de Adoradores del Mar. Foto: Guilherme Mendes Thomaz

Localizada bem no centro do distrito de Miraflores (5 minutos caminhando do Ekeko Hostel), merece destaque sua arquitetura repleta de praças, bancadas, corredores, salas e rampas de acesso. Sua construção mais importante é a pirâmide de 25 metros de altura, totalmente construída com tijolos de adobe colocados verticalmente.

Huaca-Pucllana-Miraflores-Lima-PeruOs habitantes de Pucllana dedicavam-se a agricultura, pesca de peixes, mariscos e demonstravam ter pleno domínio e conhecimento do meio ambiente em que viviam. Além disso, construíram canais, lavouras, fabricaram embarcações mas se destacaram mesmo na fabricação de cerâmicas, tecidos, objetos metálicos, entre outros.Tubarões, ondas entre outros animais eram um dos principais ícones religiosos, frequentemente representados nas cerâmicas encontradas no local. No local também foram encontrados restos mortais de mulheres, resultado de anos de sacrifícios praticados pela cultura Lima, que acreditava que a maior oferenda a um deus era uma mulher, o ser responsável por dar a vida.

Do centro original de 20 hectares restaram apenas 6. Além do percurso pelo sítio arqueológico Huaca Pucllanna há, também, uma sala de exposição permanente, Parque de Flora e Fauna Nativa e uma área de tecnología tradicional.

HISTÓRIA E CURIOSIDADES DE HUACA PUCLLANA

A antiga ruína de Huaca de La Juliana possuia registros em textos técnicos de arqueólogos, proém até 1981 era apenas um monte de terra utilizado desde depósito de lixo e entulho até pista de MotoCross, sem contar a criminalidade e insegurança do local, que não havia nenhuma proteção ou cerca.

Apesar dos trabalhos arqueológicos iniciados em 1967, a situação só começou a mudar graças à iniciativa do município de Miraflores que em 1980, no “Fórum Miraflores 1997-2000″ , decidiu acabar com este “problema social” de Miraflores (um dos bairros mais nobres de Lima) e em 1982 os trabalhos para a recuperação do sítio arqueológico foram retomados. Dizem que foi curioso ver os vizinhos que se aproximavam para observar o trabalho dos arqueólogos e se surpreenderem ao ver que haviam estruturas sólidas e pisos muito bem elaborados com barro debaixo de todo aquele lixo.

Huaca-Pucllana-Miraflores-Lima-Peru-3

A parte restaurada e não restaurada de HuacaPucllana. Foto: Guilherme Mendes Thomaz

25 anos de trabalho persistente dos arqueólogos responsáveis não foram suficientes para restaurar toda a ruína. Os arqueólogos continuam diariamente e continuarão por mais alguns anos. O mais importante é que depois de muita pesquisa, conservação, trabalho persistente e o apoio da comunidade o Museo de Sitio Huaca Pucllana recuperou o seu valor, reconhecimento e é atualmente um dos principais atrativos turísticos em Lima!

Huaca Pucllana – Templo de Adoradores del Mar
Endereço: Calle General. Borgoño, Cuadra 8 s/n. Miraflores – Lima, Perú
Telefone: (511) 445-8695
E-mail: huacapucllana@hotmail.com
Ingresso: ESTUDANTES 5 soles (R$ 3,60) | INTEIRA: 12 soles (R$ 8,50) com direito a tour guiado de 40 – 60 minutos em espanhol ou inglês.
Clique aqui para mais informações! 

Mercado-Inca-Miraflores-Lima-PeruSaindo de lá fomos procurar algum restaurante para comer e acabamos parando no Restaurante Mary (Calle Enrique Palacios c/ Av. Comandante Espinar), um restaurante bem simples, caseiro e barato. O Menú Turístico incluía entrada, prato principal, sobremesa e suco por apenas 8 soles (R$ 5,80), muito barato!

Em seguida fomos conhecer o Mercado Inca de Lima (Av. Arequipa, 5031) e depois caminhamos até a Praia de Miraflores. Chegamos no Parque Del Amor, um parque super bonito, na beira de um penhasco e que se tem uma vista espetacular do Oceano Pacífico, principalmente no entardecer. Além disso uma escultura que mede 12m de largura por 3m de altura de um casal jovem se beijando chamada de “El Beso” e o muro ondulado repleto de frases românticas de diversos poetas peruanos deixam o parque ainda mais charmoso!

Parque-del-Amor-Praia-de-Miraflores-Lima-Peru

Ficamos um pouco no parque, atravessamos a Ponte Villena Rey e depois descemos o penhasco para chegar até a praia. As praias de Miraflores são de pedra e a água é bem gelada, portanto, não são tão populares entre banhistas e turistas como as praias de areia localizadas a apenas algumas horas ao sul ou norte de Lima. Mesmo assim eu e meu irmão decidimos entrar no mar! Foi engraçado e perigoso ao mesmo tempo… o mar é bem agitado e para entrar é preciso esperar o tempo certo da onda bater na bancada de pedra e depois pular. Foi tudo tranquilo até decidirmos sair do mar (5 minutos depois haha), e além do mar puxar bastante, ao chegarmos na bancada de pedra é preciso “escalar” e como as pedras são pequenas e estão soltas, fica muito difícil e cansativo, sem contar as ondas batendo e trazendo mais pedras! Depois que “salvei” o meu irmão e enquanto o Gringo ainda gargalhava é fomos entender porque só haviam surfistas e outras 4 pessoas no mar além de nós! Clique aqui e confira um excelente post sobre as praias próximas de Lima que encontrei no blog Cup Things!

Praia-de-Miraflores-Lima-Peru

Locais e turistas aproveitam tarde na Praia de Miraflores. Foto: Guilherme Mendes Thomaz

Na volta jantamos na La Lucha Sangucheria (Psje. Marcelino Champagnat 139 esq. Mártir Olaya), um lugar super bom e excelente para experimentar lances locais. Antes de voltarmos para o hostel, fomos comprar umas cervejas em um mercadinho, acabei conhecendo uma peruana e tomando cerveja com ela!

Clique aqui e confira mais fotos de Huaca Pucllana, Praia de Miraflores, Parque Del Amor na página do I GET AROUND Travel Blog no Facebook !

No próximo post irei falar sobre o nosso 3º dia em Lima: Museu Larco, Shopping Larcomar, Sala de Arte Contemporânea Luis Miró Quesada Garland e Aura, uma das baladas mais famosas de Lima.

Leia também:

Mochilão América do Sul (Peru, Bolívia e Chile): Organização da viagem e do roteiro!

Lima: Centro Histórico e Ceviche de Pescado (1º DIA – 06/03/2012)

Lima: Museu Larco, Shopping Larcomar, Sala de Arte Contemporânea Luis Miró Quesada Garland e Aura (3º DIA – 08/03/2012)

Lima e Ida a Cusco (4º DIA – 09/03/2012)

Cusco: Plaza de Armas, Saqsayhuamán, Boleto Turístico e Churrasco Inca (6º DIA – 11/03/2012)

Vale Sagrado dos Incas: Ollantaytambo e Águas Calientes (7ºDIA – 12/03/2012)

Machu Picchu: a Cidade Perdida dos Incas (8º DIA – 13/03/2012)

Copacabana, Bolívia: Lago Titicaca, Cerro do Calvário e Chicharrón de Trucha (10º DIA – 15/03/2012)

Isla del Sol, Lago Titicaca: a Ilha Sagrada dos Incas (11º DIA – 16/03/2012)

La Paz, Bolívia: Capital Administrativa e Sede do Governo da Bolívia

La Paz: Passeio Chacaltaya e Valle de La Luna

Salar de Uyuni Tour: Passeio de 3 dias saindo de Uyuni (Bolívia) até San Pedro do Atacama (Chile)

San Pedro de Atacama, Chile: Sandboarding no Deserto do Atacama e Valle de La Luna

Anúncios

Lima: Centro Histórico e Ceviche de Pescado (1º DIA – 06/03/2012)

Lima-PeruLimaa capital do Peru tem aproximadamente 8,5 milhões de habitantes e além de ser a maior e mais importante cidade do Peru é a 5a cidade mais populosa da América Latina, onde 30% da população peruana residem em Lima e Região Metropolitana de Lima.  Está localizada na costa central do país, as margens do Oceano Pacífico e além de suas atrações como sítios arqueológicos, praças e parques, espaços culturais, museus e galerias de arte, a cidade também oferece muitas opções de bares, baladas, shoppings e restaurantes onde a culinária é fantástica.

Tudo isso contribui para que Lima seja cada vez mais reconhecida como um pólo regional quanto ao desenvolvimento das artes e a culinaría peruana (especialmente a de Lima) como uma das melhores do mundo! Dentre os principais pratos que experimentei durante a viagem estão o Ceviche (peixe cru marinado em suco de limão), Lomo Saltado (tirinhas de filé salteado com cebola e tomate), o Arroz com pollo y papas (arroz com frango e batata frita), Ají de Gallina (frango com molho apimentado acompanhado de arroz, ovos cozidos e batata), Chicharrones (porção de carne suína frita, tipo um torresmo) e os prato mais exóticos de todos, o Cuy (porquinho da índia assado) e Anticuchos (coração de boi). Além de preços acessíveis, todos eles são uma delícia e a gastronomia peruana realmente é sensacional!

Lima: Centro Histórico e Ceviche de Pescado  (DIA 1 – 06/03/2012)

Chegamos em Lima por volta de meia noite e apesar de ser MUITO barato andar de taxi em toda a América Latina em geral, por questões de segurança optamos por reservar um traslado oferecido pelo hostel que custou US$ 20 (os três). Nos hospedamos no Ekeko Hostel (Calle Garcia Calderon 274, Miraflores), um hostel aconchegante, bem localizado, com um clima bem familiar e o valor da diária em dormitório de 10 pessoas foi R$ 18. Recomendo!

Deixamos nossas malas, tomamos banho e fomos procurar alguma coisa pra comer.  Próximo ao hostel, caminhando 10 minutos pela Avenida Arequipa encontramos um lugar que tem um monte de barzinhos e restaurantes legais, em frente ao Parque Central de Miraflores e do Parque John F. Kennedy, dois parques muito charmosos. Tomamos uma cerveja local chamada Cristal, comemos Arroz com pollo y papas e Anticuchos (OBS.: os pratos no Peru costumam ser bem servidos e muitas vezes são suficientes para duas pessoas).

Depois de comer, voltamos para o Ekeko Hostel onde dormimos por algumas horas e logo cedo já tomamos café-da-manhã no hostel e fomos conhecer o Centro Histórico de Lima. Pegamos uma van na Av. Arequipa por 1,20 soles e descemos (bajamos) na Calle Tacna com a Calle Wilson, início do Centro Histórico. De início você já percebe o trânsito caótico de Lima e o mais interessante é que o transporte público da cidade é composto por ônibus, micro-ônibus e combis que passam gritando e “recolhendo” as pessoas na rua, tocando reggaeton super alto! Muito loco!

Casas-Coloniais-Centro-Historico-Lima-Peru

Casas Coloniais no Centro Histórico de Lima, Peru.

Decidimos conhecer todo o Centro Histórico de Lima caminhando e apesar de termos pesquisado sobre alguns lugares, fomos conhecendo de acordo com que as praças, monumentos, parques e edifícios iam “surgindo”. Apresar de cansativo (caminhamos das 10h às 18h com pausa de 1 hora para almoçar), era uma supresa a cada esquina!

Logo que iniciamos nossa caminhada pelo Centro Histórico já vimos diversas casas coloniais com aqueles balcões/bancadas de madeiras entalhadas que datam da época republicana. Em seguida visitamos o Plaza de Armas, Palácio Del Govierno, Catedral Metropolitana, Prefeitura de Lima, Palácio Arzobispal, Casa de Literatura Peruana, Calle R. J. R. Ancash (bom para comprar artesanatos e souveniers), Iglesia y Convento San Francisco, Museo del Banco Central (muito interessante, entrada e tours guiados em Espanhol/Inglês grátis!), Palácio Torre Togle, Iglesia de San Pedro e depois de ver vários restaurantes, decidimos almoçar na Cevichería Heydi (Calle Puno, 371 entre Lampa e Azangaro), onde fomos super bem atendidos, comemos um Ceviche de Pescado delícioso que deu pra 4 pessoas, acompanhado de Inca Cola (um refrigerante super bom sabor Tutti Frutti) e Cusqueña (cerveja peruana). Comemos e bebemos super bem e a conta deu 14 soles para cada (R$ 10) e além de mim, o Lonely Planet também recomenda este restaurante em seu guia do Peru!

Ceviche-prato-tipico-peruano-Lima-Peru

Ceviche, prato típico peruano. Foto: Guilherme Mendes Thomaz

Após o almoço fomos conhecer a Plaza San Izidro, Palácio da Justiça, Parque de La Exposición, Estádio do Nacional, Mercado Central de Lima, Chinatown, Iglesia San Augustin e por fim o Santuário de Santa Rosa de Lima.

Nós não fizemos, mas outra opção interessante e que vale a pena fazer é o FREE WALKING TOUR OF CENTRAL LIMA, um walking tour grátis com guia local em Inglês que tem saídas diárias às 10h30 e 14h30 e tem duração de 2 horas. Clique aqui para maiores informações! 

Chegamos no hostel exaustos, tomamos banho, cerveja, jogamos Kings Cup com o pessoal do hostel e fomos dar uma descansada para o nosso segundo dia em Lima, que falarei no próximo post!

Clique aqui e confira as fotos do Centro Histórico de Lima na página do I GET AROUND Travel Blog no Facebook !

Leia também:

Mochilão América do Sul (Peru, Bolívia e Chile): Organização da viagem e do roteiro!

Lima: Huaca Pucllana, Parque do Amor e Praia de Miraflores (2º DIA – 07/03/2012)

Lima: Museu Larco, Shopping Larcomar, Sala de Arte Contemporânea Luis Miró Quesada Garland e Aura (3º DIA – 08/03/2012)

Lima e Ida a Cusco (4º DIA – 09/03/2012)

Cusco: Centro Histórico (5º DIA – 10/03/2012)

Cusco: Plaza de Armas, Saqsayhuamán, Boleto Turístico e Churrasco Inca (6º DIA – 11/03/2012)

Vale Sagrado dos Incas: Ollantaytambo e Águas Calientes (7ºDIA – 12/03/2012)

Machu Picchu: a Cidade Perdida dos Incas (8º DIA – 13/03/2012)

Copacabana, Bolívia: Lago Titicaca, Cerro do Calvário e Chicharrón de Trucha (10º DIA – 15/03/2012)

Isla del Sol, Lago Titicaca: a Ilha Sagrada dos Incas (11º DIA – 16/03/2012)

La Paz, Bolívia: Capital Administrativa e Sede do Governo da Bolívia

La Paz: Passeio Chacaltaya e Valle de La Luna

Salar de Uyuni Tour: Passeio de 3 dias saindo de Uyuni (Bolívia) até San Pedro do Atacama (Chile)

San Pedro de Atacama, Chile: Sandboarding no Deserto do Atacama e Valle de La Luna