Sobre

I GET AROUND Travel Blog tem como principal objetivo compartilhar informações, experiências, dicas de viagem, fotos, opiniões, restaurantes, baladas e tudo o que você precisa saber para seu Mochilão pela América do Sul e Europa (em breve).

Sobre o Autor

Guilherme Mendes Thomaz, autor do I GET AROUND Travel Blog

Guilherme Mendes Thomaz é Bacharel e Mestre em Turismo pela Universidade Federal do Paraná – UFPR e bolsista CNPq no Programa Agentes Locais de Inovação – ALI no escritório regional do SEBRAE de São José do Rio Preto-SP.

Natural de São José do Rio Preto, interior do estado de São Paulo.  Sua primeira experiência internacional foi em 2006, onde aos 17 anos, foi intercambista do Programa de Intercâmbio de Jovens do Rotary na cidade de St. Helena, Califórnia (Napa Valley’s Main Street) – Estados Unidos. Além das amizades, convívio com diferentes culturas e experiências incríveis, descobriu sua paixão por viajar, tomar cerveja e vinho, é claro!

Após seu intercâmbio, em 2008, mudou-se para Curitiba para estudar Turismo na Universidade Federal do Paraná (UFPR). Em 2012, já formado e em busca de novos desafios, conhecimento e experiências, decidiu viajar para conhecer novos lugares, culturas pessoas. Começou sua aventura em março de 2012, em um Mochilão pela América do Sul: Peru, Bolívia e Chile na companhia de seu irmão Murilo e outros 2 amigos. Em seguida, de Junho a Agosto de 2012, fez um Mochilão de 3 meses pela Europa, passando por 16 países: Alemanha, Noruega, Suécia, Áustria, Holanda, Bélgica, França, Hungria, Eslováquia, República Tcheca, Polônia, Espanha, Itália, Inglaterra, Irlanda e Escócia. São 24 países conhecidos até o momento e está apenas começando!

 Através do I GET AROUND Travel Blog, Guilherme tem como principal objetivo compartilhar experiências, dicas de viagem, informações, fotos, pensamentos, opiniões, restaurantes, baladas, festas e muito mais!

“Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livros ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar as suas árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar o calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como o imaginamos, e não simplesmente como é ou pode ser; que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver”. Amyr Klink

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s